Setram realiza blitz educativa no trânsito sobre uso de máscaras e enfrentamento ao coronavírus


 

A Prefeitura de Barbacena, através da Secretaria Municipal de Trânsito (Setram), vem realizando trabalho de conscientização da população no enfrentamento ao novo coronavírus. A Setram está fazendo campanha educativa, que irá prosseguir nos próximos dias, com a realização de blitz na área Central, orientando sobre uso obrigatório da máscara e sobre o espaçamento mínimo entre as pessoas e lotação nos ônibus. 
A campanha educativa da Setram é realizada em semáforos e pontos de ônibus, de acordo com o Decreto Municipal Nº 8.649, que instituiu ser “obrigatório o uso de máscaras, sejam elas de tecido, polímero, costura ou descartáveis, a todas as pessoas que estiverem ou fizerem uso de espaços públicos e comuns, enquanto perdurar a pandemia do Coronavírus”.
De acordo com o Decreto 8.649, são considerados espaços públicos e comuns as vias públicas; praças; pontos de ônibus, rodoviárias e terminais de embarque/desembarque de passageiros; veículos de transporte coletivo, de táxi, mototáxi ou aplicativos de transporte; entre outros.
Também prevê o novo Decreto que “os operadores de serviços públicos de transporte coletivo, táxi, mototáxi, ou aplicativos serão responsáveis pela exigência do equipamento de proteção ao seu usuário, antes do acesso ao veículo”.

A Prefeitura de Barbacena, através da Secretaria Municipal de Trânsito (Setram), vem realizando trabalho de conscientização da população no enfrentamento ao novo coronavírus. A Setram está fazendo campanha educativa, que irá prosseguir nos próximos dias, com a realização de blitz na área Central, orientando sobre uso obrigatório da máscara e sobre o espaçamento mínimo entre as pessoas e lotação nos ônibus. 

A campanha educativa da Setram é realizada em semáforos e pontos de ônibus, de acordo com o Decreto Municipal Nº 8.649, que instituiu ser “obrigatório o uso de máscaras, sejam elas de tecido, polímero, costura ou descartáveis, a todas as pessoas que estiverem ou fizerem uso de espaços públicos e comuns, enquanto perdurar a pandemia do Coronavírus”.

De acordo com o Decreto 8.649, são considerados espaços públicos e comuns as vias públicas; praças; pontos de ônibus, rodoviárias e terminais de embarque/desembarque de passageiros; veículos de transporte coletivo, de táxi, mototáxi ou aplicativos de transporte; entre outros.

Também prevê o novo Decreto que “os operadores de serviços públicos de transporte coletivo, táxi, mototáxi, ou aplicativos serão responsáveis pela exigência do equipamento de proteção ao seu usuário, antes do acesso ao veículo”.

 


Busca de Notícias