Decreto mantêm Barbacena na "Onda Amarela" do programa Minas Consciente na Fase 3


Barbacena se mantêm na 'Onda Amarela' do programa Minas Consciente, de acordo com o decreto 8.829 publicado ontem (31/01). O novo decreto também prevê a inclusão das novas medidas da formatação do plano, para o funcionamento dos estabelecimentos comerciais e de serviços indicados como 'atividades essenciais' e 'atividades não essenciais', segundo a classificação do Comitê Estadual Extraordinário COVID-19.

O Minas Consciente está na chamada Fase 3, com o estabelecimento de novos protocolos, medidas restritivas para prevenção de contágio e reclassificação de atividades.  

O novo protocolo prevê ainda que todas as atividades poderão funcionar durante a pandemia, mas, para garantir o distanciamento, deverão obedecer ao disposto nas regras gerais e também nas restrições, protocolos e recomendações específicas direcionadas a cada segmento estabelecidas no protocolo do Minas Consciente.

Algumas orientações são gerais para todas as ondas, como:

- Obrigatoriedade do uso de máscaras e álcool em gel em todos os locais;

- Disponibilização de álcool gel 70% para higienização das mãos de todos os funcionários e consumidores;

- Controle de acesso e permanência no estabelecimento de apenas uma pessoa a cada 6m² e distanciamento mínimo de 2m (dois metros) entre as pessoas, observado tão somente a área trafegável/utilizável para cálculo da área do ambiente;

- Higienização frequente do piso e de equipamentos utilizados pelos clientes, como carrinhos de compras, balcões, bancadas, gôndolas, freezers, esteiras dos caixas, assentos, mesas, terminais de autoatendimento, terminais de cartão débito/ crédito, dentre outros onde haja necessidade de contato físico do cliente com o objeto;

- Fixação, na entrada do estabelecimento, de cartazes informativos com relação ao enfretamento ao COVID-19, bem com a limitação do espaço e número de pessoas;

- Proibição de utilização de bebedouros coletivos, evitar degustação, não compartilhar alimentos e evitar o consumo destes fora do estabelecimento;

- Proibição de consumo de produtos alimentícios dentro de estabelecimentos que não estejam liberados para consumo interno;

- Proteger todas as máquinas de pagamento com plástico transparente para serem higienizadas com álcool 70% após cada uso;

-Higienizar antes e após o uso qualquer objeto utilizado por duas pessoas diferentes, como carrinhos de supermercado, cestinhas, computador, teclados, terminais de consulta, mostruário, cadeiras, balcões, equipamentos, etc.

Todas as regras, com protocolos especificados por segmentos, estão disponíveis no Diário Oficial do Município (clique e leia na íntegra)


Busca de Notícias