NOME DO PROGRAMA: Serviços Urbanos de Água e Esgoto

NÚMERO DO CONTRATO: 0.350.901-98/2011

EIXO TEMÁTICO: Mobilização e Fortalecimento Social

MACROAÇÃO: Ações Informativas

ATIVIDADE: Reuniões com lideranças dos bairros do entorno de obras, com informes sobre a intervenção e o trabalho social

COORDENADOR DA AÇÃO: Andreia Firmo

RELATOR: Andreia Firmo

LOCAL DA EXECUÇÃO DA ATIVIDADE: CRAS Nova Cidade

NÚMERO DE PARTICIPANTES: 11

DATA DA ATIVIDADE: 10/02/2020

PÚBLICO-ALVO: Lideranças dos bairros do entorno de obras

PARCEIROS: CRAS Nova Cidade

OBJETIVO DA INTERVENÇÃO:

- Informar sobre o PAC II e articular multiplicadores das informações nos bairros do entorno de obras

INSTRUMENTOS UTILIZADOS:

- Lista de presenças;

- Power Point com conteúdo do PAC II;

- Formulário de avaliação;

- Material gráfico sobre o PAC II;

- Banners sobre o PAC II.

RELATO:

- A reunião foi conduzida pela RT do PAC II, que iniciou, convidando os presentes a se apresentarem. Ainda no início, foi justificada a ausência do Engenheiro, que nesta data se dirigiu a Juiz de Fora para reunião com a Caixa Econômica Federal e não conseguiu chegar a tempo de participar desta reunião.

- A dinâmica incluiu apresentação do PAC, através do material disponível e diálogo com os presentes, que levantaram questões relacionadas à obra do PAC e outras já iniciadas no bairro. O ponto que marcou quase 100% das intervenções foram questionamentos, demonstrando desconfiança dos presentes em relação à conclusão da obra e comparações com outros momentos em que obras da mesma natureza ou mesmo de outros programas – como o Minha Casa, Minha Vida – foram interrompidas ou não atenderam às necessidades da comunidade, trazendo mais transtornos aos moradores. Entre os questionamentos, a motivação de retomada das obras em momento pré-eleitoral e as pendências que são observados, em especial, no bairro Nova Cidade quanto ao saneamento básico e pavimentação, entre outros.

- Os questionamentos foram registrados e os esclarecimentos basearam-se nas informações específicas do PAC II, como por exemplo, a Portaria 350 de 03/07/2019, que propiciou a retomada de obras aos Municípios que já haviam cumprido pelo menos 20% de obras. Da mesma forma, em relação ao ano eleitoral, os presentes foram esclarecidos sobre a orientação no sentido de não vinculação dos trabalhos a qualquer partido político ou candidatos. Os moradores manifestaram seu descontentamento em relação às condições em que se encontram as ruas, especialmente, no período atual, com chuvas intensas, o que tem tornado impossível o trânsito em algumas ruas dos bairros.

- Foram feitos questionamentos sobre obras relacionadas a saneamento básico – de redes de esgotos em condomínio particular, entre outros. Um dos pontos mais questionados foi em relação ao condomínio do Programa Minha Casa, Minha Vida, situado no bairro Nova Cidade, que vem trazendo transtornos para os moradores do local, segundo avaliação dos presentes.

- As desconfianças foram registradas no material de avaliação respondido ao final da reunião por 08 dos presentes, momento em que foi solicitado avaliação sobre a reunião do dia e sobre o andamento das obras.

- Quanto à reunião, a maioria avaliou como “boa”. Em relação ao nível de informação sobre o andamento das obras, os presentes se dividiram entre os que avaliaram como “regular” e os que não responderam (por desconhecimento ou outros fatores). Para dois dos presentes, o andamento das obras é “bom”. Entre os pontos registrados estão: - A falta do Engenheiro nesta reunião; a desconfiança por ser “ano político”; a obra ainda não perceptível; a reunião foi esclarecedora, apesar de não haver garantias sobre o término da obra; a expectativa de que não seja “jogada política”; a situação “crítica” quanto a “buracos, limpeza urbana e outros”; tudo ainda “vago”.

- Pode-se concluir que as lideranças presentes à reunião, por conhecerem a realidade local e por participarem de entidades ou grupos representativos dos moradores do entorno de obra, o fizeram com interesse em conhecer o conteúdo que seria apresentado. Entretanto, aparentemente, o que mais moveu as lideranças à reunião foi a possibilidade do diálogo com representantes do Poder Público, buscando respostas para questões cotidianas que extrapolavam a pauta proposta. A desconfiança marcou as participações dos presentes, que, ao mesmo tempo, demonstraram interesse em retornar a outros encontros, posteriormente.


Busca de Notícias