O Comitê de Avaliação de Obras (CAO) visitou a construção das Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) de Barbacena, na manhã da última quarta-feira (27/01), juntamente com membros das equipes técnicas da Prefeitura que acompanham os trabalhos.

As visitas acontecem mensalmente na construção das ETEs dos bairros Retiro das Rosas e Galego e servem como uma forma de acompanhar a evolução dos trabalhos. O comitê responde uma avaliação sobre as obras e o trabalho social desenvolvido. O grupo pôde também dar sugestões de ações a serem desenvolvidas.

A visita foi guiada pelos engenheiros responsáveis e também pelo diretor do Serviço de Água e Saneamento (SAS), Daniel Salgarello, que explicou o funcionamento das ETEs e seus desenvolvimentos. O dirigente da autarquia mostrou a evolução das obras de edificações das ETEs, assim como a necessidade de arremates gerais, acabamentos nos reatores, acondicionamentos dos materiais filtrantes e equipamentos dos decantadores que já foram incluídos. As ETEs avançaram no processo da marcação dos locais por onde chegam os resíduos para o tratamento.

 

As Estações proporcionarão melhor qualidade de vida a população atendida e terão grande impacto ambiental.

Educação Socioambiental

Em paralelo, como uma das ações também realizadas, foi feita uma divulgação física de material com conteúdo de obras e trabalhos socioambiental, que devido a pandemia, aconteceu em pontos estratégicos, como divulgação junto aos stakeholders - Secretária da Assistência Social, CREAS, Fundo Municipal da Assistência, Programas Habitacionais, programas de Bolsa Família nos CRAS São Pedro e Nova Cidade, terminal rodoviário, CAIB, AMAJW, Casa de Passagem, Chefia dos Conselhos Assistenciais, SAS, supermercados e UBSs.

As ETEs

As ETEs são unidades operacionais do sistema de esgotamento sanitário que através de processos físicos, químicos ou biológicos removem as cargas poluentes do esgoto, devolvendo ao ambiente o produto final, efluente tratado, em conformidade com os padrões exigidos pela legislação ambiental.

Na Estação, o efluente proveniente do uso doméstico que retorna de casas e empresas passará por várias etapas para ser despoluída e devolvida ao meio ambiente. Um processo que leva até vinte dias, na fase líquida e sólida, para que sejam atendidos os parâmetros exigidos na legislação.

A falta de tratamento dos esgotos e condições adequadas de saneamento podem contribuir para a proliferação de inúmeras doenças parasitárias e infecciosas além da degradação do corpo da água. A disposição adequada dos esgotos é essencial para a proteção da saúde pública.


Busca de Notícias