Profissionais das UBSs recebem atualização sobre a Hanseníase


Os profissionais das Unidades Básicas de Saúde (UBS) receberam um curso de atualização, na Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesap) na última segunda-feira (17/01). A ação foi alusiva a abertura da Semana de Mobilização Nacional da Hanseníase, proposta pelo Ministério da Saúde.

O curso foi ministrado pela médica dermatologista referência municipal de hanseníase, Claudia Maria Durão do Couto Tonholo e também pela Funcionária da Atenção Primária, responsável pela Promoção à Saúde, Alyne de Souza Silva. Essa ação trouxe as últimas atualizações nacionais para o tratamento da doença que é o tema desse mês, Janeiro Roxo: A Hanseníase.

A hanseníase é uma doença que afeta primariamente a pele e os nervos. Ela é causada por uma bactéria, a Mycobacterium leprae, que tem uma afinidade especial pela pele e nervos periféricos. Na pele, ela vai se apresentar com manchas que podem ser brancas, amarronzadas e vermelhas; também podem surgir caroços e infiltrações (áreas vermelhas elevadas). A característica mais importante destas lesões é a diminuição da sensibilidade ao frio, calor, dor e tato.  Além das lesões na pele, os pacientes podem apresentar queda dos pelos das sobrancelhas, sensação de nariz entupido e diminuição da sensibilidade e/ou perda da força muscular dos pés e mãos, justamente pelo acometimento dos nervos periféricos.

O diagnóstico da hanseníase é essencialmente clínico. Ou seja, o médico capacitado consegue diagnosticar a doença apenas por meio do exame físico do paciente. O tratamento da hanseníase é feito com antibióticos. Os medicamentos são fornecidos gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). É importante que o paciente siga o tratamento de maneira regular até o fim para que se cure de forma definitiva, porém as alterações de sensibilidade e motoras não são revertidas pelo tratamento com antibióticos. Por isso, é crucial na hanseníase o diagnóstico precoce.

Para evitar, é importante ter o hábito de examinar a pele para, em caso de alteração, procurar ajuda médica, principalmente se houver dormência nas mãos, pés, olhos e nas regiões das manchas. As equipes da Atenção Primária estão preparadas para auxiliar vocês!


Busca de Notícias