Nota sobre o caso da UTI Neonatal da Santa Casa de Misericórdia


A Secretaria Municipal de Saúde de Barbacena (SESAP), vem a público, diante da nota divulgada na última segunda-feira (01/08) pela Santa Casa sobre a desativação temporária da UTI Neonatal, esclarecer alguns pontos.

O próprio hospital alegou em nota que a motivação de sua ação partiu diante da dificuldade na busca dos profissionais médicos pediatras intensivistas ou neonatologistas para garantir a prestação do serviço. A gestão do hospital, inclusive a contratação e relação com os profissionais, cabe exclusivamente a instituição, não tendo a Secretaria Municipal de Saúde nenhuma gestão sobre esse processo.

Porém o município não está medindo esforços para ajudar a resolver tal impasse. Nesta terça-feira (02/08) ocorreram reuniões da Prefeitura com referências técnicas do Ministério da Saúde, onde foi pautado tal problema. Uma das reuniões de ontem foi com os médicos pediatras do hospital, em que o município ouviu as demandas dos profissionais, vislumbrando alternativas que podem ser criadas para solucionar esse problema.

Por fim, vale ressaltar que a UTI Neonatal recebe repasses do Governo Federal, Estadual e Municipal, para que o serviço seja desenvolvido. Atualmente o município repassa à Santa Casa, o valor de 2.354.582,22, incluindo recursos do município e continua trabalhando para auxiliar também aos médicos do hospital.


Busca de Notícias